TAEs discutem indicativo de Greve para o dia 23 | SINTUFEJUF

TAEs discutem indicativo de Greve para o dia 23

A categoria de técnico-administrativos em educação da UFJF está mobilizada contra os ataques do governo. No dia 16 de outubro, às 9h, no anfiteatro da reitoria (Campus JF), será realizada uma assembleia geral com pautas decisivas. Na ocasião, os trabalhadores discutirão o indicativo de greve para o dia 23 de outubro, contra a reforma da previdência, pela revogação da reforma trabalhista, pela manutenção do Plano de Carreira dos Técnico-Administrativos em Educação (PCCTAE), e a defesa das Universidades e Institutos Federais.

Na assembleia, serão eleitos os delegados para a Plenária da Fasubra, que acontece entre os dias 20 a 22 de outubro no Rio de Janeiro. Os técnico-administrativos terão a oportunidade de escolher seus representantes para defender as propostas da categoria. Na Plenária serão apresentados os informes nacionais e de base, a análise de conjuntura, além de definições a respeito do Congresso da FASUBRA (CONFASUBRA). Em Plenária realizada nos dias 15 a 17 de setembro, em Recife-PE, foi discutida a possibilidade de adiamento do CONFASUBRA em função da Greve Geral. Porém, ficou definido que as bases seriam consultadas nas assembleias de outubro. Desta forma, a decisão da categoria sobre o indicativo de greve, também será encaminhada à Plenária pelos delegados eleitos.

A participação dos TAEs em atividades políticas e sociais também serão pauta desta asssembleia. No dia 20 de outubro, a Fasubra promoverá o II Seminário LGBTI (lésbicas, gays, bissexuais, transexuais e intersexuais), no Rio de Janeiro, com o tema do evento será “Quanto + LGBTI melhor”. O objetivo é proporcionar um espaço de visibilidade à questão de gênero na Federação, além de discutir políticas públicas como a criminalização da LGBTfobia, o reconhecimento das identidades de gênero e a despatologização da Identidade TRANS.

E no dia 19 acontece o Ato Nacional em Defesa da Educação Pública e Soberania Nacional, na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).

Confira a pauta de lutas da Fasubra:

  • Contra o pacote anti-servidor - Programa de Demissão Voluntária (PDV), redução de salário e de jornada de trabalho
  • Contra o PLS 116/17
  • Contra o aumento da contribuição previdenciária dos servidores públicos federais de 11% para 14%
  • Contra o corte de orçamento e contingenciamento de investimentos nas IFES
  • Contra a demissão em massa de trabalhadores terceirizados.
  • Contra a extinção das universidades estaduais, demissão de servidores ativos, extinção de benefícios contribuição previdenciária para inativos, alíquota extra de contribuição previdenciária (além dos 14% já aprovados), extinção de mais empresas públicas (além da CEDAE), fim da oferta de ensino superior, reforma do Regime Jurídico Único dos Servidores.
  • Em defesa dos trabalhadores técnico-administrativos
  • Em defesa da Carreira
  • Em defesa dos hospitais universitários
  • Em defesa das instituições federais de ensino
  • Em defesa da Educação Pública
  • Em defesa do SUS e de uma saúde de qualidade
  • Pela revogação da Reforma Trabalhista
  • Pelo fim da Terceirização
  • Contra a Reforma da Previdência Social
  • Contra as privatizações e em defesa da soberania nacional