Servidores técnico-administrativos da UFJF conquistam jornada flexibilizada | SINTUFEJUF

Servidores técnico-administrativos da UFJF conquistam jornada flexibilizada

Servidores técnico-administrativos da UFJF conquistam jornada flexibilizada

Uma vitória histórica para a categoria! O Conselho Superior reunido na tarde de ontem, 25, aprovou a minuta de Resolução sobre Flexibilização da Jornada de Trabalho dos Técnico-Administrativos em Educação (TAEs) da UFJF. A conclusão da análise da minuta pelos conselheiros ocorreu na quarta reunião especial do Consu, em continuação à reunião ordinária ocorrida no dia 05 de agosto de 2016. Durante a reunião, os servidores técnico-administrativos permaneceram em vigília no Museu de Arte Murilo Mendes. O próximo passo é a publicação oficial pelo reitor Marcus Vinicius David.

O capítulo que trata do Plano de Flexibilização da Jornada de Trabalho encaminhado pela diretoria do Instituto de Ciências Humanas, para a reunião do dia 18 de agosto e rejeitado por unanimidade pela categoria dos TAE's em assembleia geral, não foi inserido na resolução.

Uma bandeira de lutas do Sintufejuf, a construção da proposta de minuta teve a participação do Grupo de Trabalho do sindicato sobre Flexibilização da Jornada (composto por técnico-administrativos da UFJF) e da Comissão de Flexibilização criada pelo Consu (composta por dois Representantes do Conselho Superior, quatro Representantes dos Técnico-Administrativos indicado pelo SINTUFEJUF, dois Representantes dos estudantes e dois Representantes da Administração Superior). E para garantir a legalidade, a finalização do documento, antes de ser apresentado ao Conselho Superior, contou com a contribuição do Departamento Jurídico do Sintufejuf.

Com a aprovação, o objetivo é regulamentar a conquista da flexibilização da jornada de trabalho e estabelecer as normas e procedimentos necessários à adoção da prática já realizada em acordo político com a administração superior há mais de 20 anos. A portaria 695 de 29 de dezembro de 2006 autoriza os gestores a flexibilizarem a jornada. A flexibilização está também prevista no Decreto nº1590/1995 para trabalhadores de unidades que funcionam em período igual ou superior a doze horas ininterruptas, em função de atendimento ao público, ou trabalho noturno, em regime de turnos ou escalas.