"Marcha pela igualdade racial" denuncia genocídio da juventude negra | SINTUFEJUF

"Marcha pela igualdade racial" denuncia genocídio da juventude negra

No dia 20 de novembro, segunda-feira dia Nacional da Consciência Negra, será realizada “Marcha pela igualdade racial”. A concentração terá início às 9h na Escola Estadual Fernando Lobo (rua São Mateus, 784), seguindo em passeata até a Câmara Municipal. A atividade está sendo organizada pela Superintendência Estadual de educação e o coletivo Convergência Negra,  que reúne várias entidades dos movimentos negros de Juiz de Fora.

De acordo com Giane Elisa Sales de Almeida, coordenadora Geral da Candaces (Organização de Mulheres Negras e Conhecimento) e membro do Coletivo Convergência Negra,  o objetivo principal do ato é sensibilizar a população em relação ao assassinato em massa de negros e os impactos dele nas políticas públicas, tanto na possibilidade de prevenção, quanto na realidade de manutenção das mesmas. “É a celebração da imortalidade de zumbi dos palmares e o fortalecimento de todas as lutas dos movimentos negros no Brasil. Neste ano, a importância está na denúncia e no enfrentamento ao genocídio da juventude negra no Brasil, e de modo especial em Juiz de Fora”, afirma. Segundo ela, a escola Fernando Lobo foi escolhida para a concentração do ato devido a situações de racismo ocorridas recentemente, com mensagens de conteúdo racistas pichadas no muro externo da escola.

A participação na marcha faz parte também da agenda de atividades previstas para o XIV Encontro de Consciência Negra do Sintufejuf.