Assembleia de paralisação no Hospital Universitário em defesa da saúde, educação e contra os ataques nos direitos dos trabalhadores. | SINTUFEJUF

Assembleia de paralisação no Hospital Universitário em defesa da saúde, educação e contra os ataques nos direitos dos trabalhadores.

 

Assembleia Geral de 06/07/2016 – com Paralisação

Anfiteatro do Hospital Universitário – Santa Catarina

 

No dia de Paralisação Nacional, 06 de julho, em defesa da saúde e educação, pelo cumprimento dos acordos de greve, contra o PL 257 (agora PEC 241) e a reforma da previdência, os técnico-administrativos se reuniram em assembleia no Hospital Universitário (Santa Catarina). A mesa foi composta pelo coordenador geral do Sintufejuf Lucas Simeão e pelo coordenador de saúde Ronaldo da Silva. O superintendente da Ebserh dr Dimas Araújo de Carvalho também foi convidado para ficar à frente da mesa.

Lucas Simeão esclareceu a paralisação foi proposta da Fasubra durante a Plenária Nacional realizada nos dias 19 e 20 de junho. Segundo ele, a Fasubra está trabalhando junto com outros setores da educação na construção de uma greve geral e unificada. Um novo dia de Paralisação também foi proposto para o dia 11 de agosto, ainda a ser referendado pela categoria.

Com a presença do recém empossado superintendente da Ebserh, Dr Dimas Araújo de de Carvalho, a assembleia teve como objetivo apresentar os problemas enfrentados pelos trabalhadores do hospital a partir de mudanças ocorridas desde a entrada da empresa, e cobrar soluções.

Dr. Dimas iniciou sua fala explicando que não vai haver cessão de trabalhadores do regime Jurídico Unico à Ebserh. Os servidores continuam trabalhando no hospital, será feita uma portaria com exercício efetivo no HU sem ser cedido. Isso já foi conversado com a vice-reitora Girlene. O reitor vai fazer essa portaria e convidar os trabalhadores para uma reunião para fazer os esclarecimentos necessários. Dr. Dimas afirmou que se não vai haver cessão.

Em relação ao adicional noturno e insalubridade, foi encaminhado a Pró-reitora de gestão. Uma vez que os trabalhadores do RJU não foram cedidos, quem tem que responder por isso é a Pró-reitoria de Gestão de Pessoas.

Sobre as 30 horas de trabalho, Flávio Sereno explicou que foi formada uma comissão no Conselho Superior para trabalhar a regulamentação da flexibilização da jornada. Na tarde de hoje acontece uma nova reunião.

Outro problema que está acontecendo a partir da Ebserh, apresentado na assembleia, é em relação a alimentação no hospital. Foi informado que a partir de agosto, os trabalhadores do RJU não terão mais direito a utilizar o restaurante. Segundo Dr. Dimas, esta é uma recomendação do Tribunal de Contas da União. A alimentação oferecida pelo hospital deve atender somente a pacientes e residentes. Os trabalhadores não teriam direito a alimentação, uma vez que recebem auxílio alimentação. A validade do contrato com a empresa que fornece alimentação termina em 31 de Julho, e o próximo contrato já será feito excluindo os trabalhadores do RJU. Segundo Dr. Dimas, quem assina o contrato é o presidente da Ebserh e não a UFJF, e ele vai fazer exatamente o que o TCU determinou. Os trabalhadores continuarão tendo acesso ao refeitório, porém cada servidor deverá levar sua alimentação. A mesma medida está sendo tomada em todos os hospitais que aderiram a Ebserh.

Maria Ângela manifestou preocupação com as mudanças no isolamento de pacientes. Dr. Dimas explicou que as mudanças foram determinação de professores e serviços técnicos, que mudaram as normas. Foi uma decisão técnica do serviço de controle de infecção hospitalar. Maria Ângela também denunciou que existe caso de residente tendo o atendimento dobrado de 15 para 30 pacientes. Segundo o superintendente, é preciso verificar se trata-se de um caso isolado e o que ocasionou esse fato.

Ao final da assembleia, conforme proposta sugerida, os servidores seguiram para a reitoria para cobrar da administração uma reunião, já solicitada na assembleia do dia 29/06, e cobrar uma solução para a alimentação dos trabalhadores do RJU.

 

 

 

 

 

Diretoria Executiva do Sintufejuf